7 de abril de 2016

As promessas do "multimasking"


Porque a pele do nosso rosto não é toda igual, a nova tendência no mundo da cosmética é o chamado multimasking. Tal como a expressão indica, trata-se da aplicação de diferentes máscaras num só tratamento para garantir que cada área específica do rosto recebe exactamente aquilo de que precisa.
Por mais exagerado que isto possa parecer,  sendo dona de uma pele mista e sensível (mais sensível do que mista com o avançar do tempo) acabei por perceber a lógica da prática e dei a mão à palmatória: vamos então falar de multimasking.

Tudo parte da seguinte premissa: se a nossa pele apresenta diferentes características, por exemplo seca nas bochechas, mas oleosa no queixo, porque haveremos de usar uma máscara hidratante no rosto todo? Ou se precisamos de purificar certas zonas, mas isso causa a desidratação de outras, será que faz sentido aplicar o mesmo produto em todas as partes? Não, não faz sentido.
Então, é isto que o multimasking sugere: a aplicação de diferentes máscaras com diferentes fórmulas consoante as características das diferentes partes da tez.

via www.birchbox.com


Para experimentarem multimasking precisam, pelo menos, de duas máscaras diferentes. Contudo, esta prática pode facilmente ser alargada a três ou quatro máscaras, tudo consoante as características e necessidades da vossa pele. Geralmente estes produtos são aplicados sobre a testa e nariz, zona dos olhos, bochechas, e (a não esquecer) o pescoço.

No meu caso, tendo uma pele mista, significa que tenho uma zona T mais oleosa, especialmente na zona do queixo. Por isso, faço uma combinação de três máscaras: uma de hidratação extrema para a zona das bochechas (super secas desde criança), uma purificante e anti-oxidante para a testa (para não ficar com uma testa a la Gordon Ramsay) e uma anti-oleosidade para o queixo.

Quanto ao procedimento, basta aplicar estas máscaras nas referidas zonas e deixá-las actuar consoante o tempo de cada uma (e aproveitar para relaxar enquanto isso). Depois, basta  lavar o rosto abundantemente com água tépida para remover completamente o produto, e finalizar com água fria para estimular a firmeza da pele.


Para fazerem um tratamento multimasking em casa podem adquirir algumas máscaras excelentes, porém podem também fazer as vossas próprias em casa. No meu caso, estou a usar duas de compra e uma caseira (a purificante). Eis a receita:


Máscara purificante de spirulina:

1 colher de chá de spirulina;
1 colher de sobremesa de mel;
gotas de limão

Algumas das nossas máscaras favoritas: 1-Invisible Pores Detox Mask, Ren; 2 - Rapid Radiance Mask, Pai;  3- Warming Mineral Mask, The Body Shop; 4 - Parsley Seed Cleansing Mask, Aesop


Procedimento:

Misturar todos os ingredientes numa taça com a ajuda de uma colher ou espátula. Atenção, tomar cuidado para que a máscara não fique demasiado líquida para não escorrer (a minha ficou um bocadinho mais líquida do que devia desta vez, devo dizer). Deixar actuar durante 15 minutos.


Máscara purificante de spirulina (testa e maçãs do rosto); Invisible Pores Detox Mask, Ren (nariz e queixo); Oatfix, Lush (bochechas)

Espero que gostem destas dicas para uma pele saudável e bonita, e não se esqueçam que a nossa pele está em constante mudança. Em diferentes alturas irá revelar diferentes necessidades. 

Sem comentários:

Enviar um comentário